Saints e a história de New Orleans

Na NFL, como nós sabemos, muitas franquias mudam de cidades. Os Rams tiveram, na temporada passada, sua primeira temporada em Los Angeles e o dono do Chargers decidiu levar a franquia que era de San Diego também para L.A. Os Raiders vão para Las Vegas e isso nos faz pensar sobre a relação de cada franquia com sua cidade.

Os Saints são um ótimo exemplo de uma franquia feita especificamente para a cidade que está: New Orleans.

O time foi fundado dia 1 de Novembro de 1966, Dia de Todos os Santos, uma das razões para o nome do time. O time escolheu essa data para homenagear a fé católica que é grande na cidade. Mas esse não é o único motivo do nome, nem a única característica que a franquia tem da cidade.

O Jazz é uma das principais características de New Orleans, já que foi na cidade que o gênero surgiu. E o nome Saints foi escolhido também em homenagem a uma música de jazz clássica chamada “When the Saints Go Marching In”. Essa música ficou sendo uma espécie de hino para o time desde que ele foi fundado e até hoje os fãs cantam no Superdome.

 

https://www.youtube.com/watch?v=wyLjbMBpGDA

 

A logo do time pode ser vista em todos os lugares da cidade: em camisas, cordões, casacos e enfeites do Mardi Gras (Carnaval famoso em NO). É um lírio, conhecido também como “fleur-de-lis”, que além de ser visto ao lado de vários Santos na história Católica, é também uma referência à cultura francesa, que é muito forte até hoje na cidade, por conta da colonização francesa no estado de Louisiana. Para exemplificar essa herança cultural na cidade e sua grandiosidade, é só olhar o bairro mais famoso de New Orleans: The French Quarter.

Screenshot_20171001-085113

Os Saints são uma franquia feita especialmente para a cidade de New Orleans e que viveu, junto com todos os moradores da cidade, momentos marcantes. O mais conhecido de todos, que fez com que a cidade e a franquia estreitassem os laços mais ainda, foi o ocorrido por causa da passagem do furacão Katrina.

Muitos lembram desse desastre natural, que em 2005, assolou o estado de Louisiana. New Orleans foi uma das cidades mais prejudicadas e teve mais de 200 mil casas inundadas. O estádio do Saints, o Superdome, virou casa para milhares de pessoas desabrigadas. E logo o time perdeu também a sua própria casa, e teve que sair de New Orleans sem saber quando voltaria. Jogaram num estádio da NCAA naquela temporada e muitos achavam que a franqui acabaria se mudando para San Antonio, como vários rumores antes do furacão indicavam. Mas não foi isso que aconteceu…

Em Setembro de 2006, o time retornou para a cidade na qual foi criado, jogando contra seu rival de divisão, o Atlanta Falcons. Depois de uma temporada com 13 derrotas, o time reconstruído, assim como a cidade, derrotou o rival com uma jogada histórica: um bloqueio de punt de Steve Gleason e o retorno para touchdown de Curtis Deloatch. Um momento tão marcante que está para sempre eternizado com uma estátua no Superdome.

images (11)
Além de levar a história da cidade de New Orleans no nome e no uniforme , os Saints levam também, nessa vitória, a história de uma cidade que se reergueu depois de uma grande catástrofe. Uma franquia que tem a alma da cidade!

 

Texto: Carolina Barra

Posts Relacionados